O Jornal da Região de Cornélio Procópio - Diretor: Jornalista Breno Jordão - Fone (43) 3524-1303

Cornélio Procópio - PR, - Diretor: Jornalista Breno Jordão - Fone (43) 3524-1303

Atualizado em 21/03/2013 às 22:00:58

Pronunciamento da Diretora do D.E.C. Rosana na Câmara de Uraí

Imprimir

Nesta segunda-feira, 18 de março, a Diretora do Departamento de Educação e Cultura de Uraí, Rosana Rodrigues da Silva Reghin, solicitou sua participação na tribuna livre da Sessão da Câmara.

Primeiramente, agradeceu ao Presidente da Câmara, Sargento Reis, pela oportunidade de poder falar em nome do Departamento de Educação e Cultura, para que se esclareça não somente ao Legislativo, mas a toda comunidade uraiense, o que vem acontecendo dentro da educação municipal. Como a palavra do momento ainda é o retroativo, faremos uma breve volta ao tempo para que todos possam se situar e compreender o que de fato acontece:

Em janeiro de 2012, o governo federal concedeu aos professores um aumento salarial de 22,22% e naquele momento, a secretária de educação da época, entendeu como uma recomendação, e por tal motivo o aumento não foi dado nesta data. A APP interveio em defesa dos professores e o executivo reconheceu sua obrigação em dar o aumento, mas já haviam passado quase quatro meses.

Em maio de 2012, quando Rosana R. S. Reghin, assumiu o Departamento de Educação, sua primeira reivindicação ao Prefeito Municipal foi o compromisso do pagamento aos professores, do valor do salário reajustado em 01/06/2013. Esta exigência foi cumprida pelo prefeito e todos os professores passaram a receber seu salário reajustado em 22,22%, no entanto, ficaram para trás os quatro primeiros meses do ano, sem o reajuste, originando então um saldo retroativo, que o prefeito também reconheceu como direito dos professores e em momento algum se negou a pagar. A partir do momento que Rosana assumiu o Departamento, assumiu também a gestão do Fundo Municipal de Educação, ficando sob sua responsabilidade, analisar a situação financeira e verificar o melhor tempo para o pagamento deste retroativo. Recebeu inclusive um parecer do atual Sr. Presidente da Câmara, que na época era vereador, dizendo da ilegalidade e impossibilidade de se efetuar esse pagamento. Rosana reafirmou sua posição de fazer o pagamento, reconhecendo o direito e a necessidade dos professores, e que não mediria esforços para encontrar a forma legal para que este pagamento se concretizasse.

Verificada a impossibilidade de efetuar o pagamento, no exercício de 2012 , agendou-se com a APP e a Comissão de Negociação uma conversa para janeiro de 2013, onde foi apresentada uma proposta de pagamento em 6 parcelas. Tal proposta foi recusada pela categoria, que apresentou uma contraproposta de 4 parcelas, a qual foi aceita, tendo como base a melhoria na arrecadação do FUNDEB. Ficou acordado então, que o início do pagamento seria março, porém, aconteceu um fato que não se esperava: a

juíza bloqueou um valor de R$ 45.237,82, ainda relativo aos repasses da câmara de 2012.

Tanto a APP quanto o Conselho do FUNDEB foram informados pela Diretora Rosana sobre tais acontecimentos e inclusive pediu que reforçassem, por ofício, o pedido feito à Dra. Juíza de Direito, para que a devolução fosse feita, citando inclusive que valor bloqueado era necessário para cumprir o acordo feito com os professores. A Diretora Rosana, não sabe se isto foi feito, mas era uma tentativa de unir forças e solucionar um problema que já se arrastava por tanto tempo.

Segundo Rosana, colocando-se na condição de professora, por opção: “Defendo o direito do professor, mas junto com isso tenho que garantir o direito de todos os outros funcionários da educação: merendeiras, serviços gerais, secretários, motoristas estagiários e guardas que também merecem atenção. E não pode nem por um instante esquecer os quase 1.200 alunos e suas 1.200 famílias, que confiam em nosso trabalho e que dependem do nosso trabalho, para que possam trabalhar e trazer o sustento para sua família. Nesta gestão não devemos fazer apenas o possível, temos que fazer o melhor. E no seu entender, o melhor é para todos. Fazer educação de qualidade é proporcionar melhoria e bem estar para todos que estão envolvidos no processo educativo.

Não vamos fazer deste local, um campo de batalhas, entre categorias e gestores, porque podemos fazer dele um palco para comemorar a vitória que só a ética, o respeito e compromisso do educador, podem proporcionar aos filhos de Uraí. Viva a Educação”.

A Secretária Rosana R.S. Reghin colocou-se a disposição dos vereadores e professores, salientando que o DEC faz uma gestão democrática e participativa e que o trabalho deve ser feito em conjunto, somando esforços para que as conquistas sejam para todos e que não sirvam para interesses próprios. Agradeceu ainda a grande presença das professoras, que lotaram o auditório da Câmara, em apoio à Diretora Rosana e ao seu trabalho.

Encerrou sua fala, agradecendo ao senhor Presidente Sargento Reis e aos demais vereadores, que continuem a fazer da Câmara de Vereadores, um local democrático por excelência e sempre em sintonia com a população, representando sempre os interesses e anseios da nossa comunidade, agindo em prol do bem-estar e anseio coletivo.

 

Márcia Panfieti-Jornalista

MTB – 9082/PR



» Veja Fotos




Você pode gostar também de:

» Comentários

Postagem em questão: “ Pronunciamento da Diretora do D.E.C. Rosana na Câmara de Uraí ”

 

  1. Comente esta matéria!

Enviar Comentário
Name (obrigatório)
E-Mail (não será publicado) (obrigatorio)
Cidade (obrigatorio)
 
 

Diretor: Jornalista Breno Jordão
Fone: (43) 3524-1303
®Todos os direitos reservados